Confira as dicas para aproveitar melhor a Black Friday

O Superdownloads reuniu alguns aplicativos e conselhos para você comprar tranquilamente nessa data. Além disso, você pode conhecer a lista dos 325 sites não recomendados pelo Procon
Por Rodrigo Lima em 26/Nov/2013

Nesta sexta-feira, 29 de novembro, é dia de Black Friday. Isso significa que muitas lojas dos Estados Unidos e também do Brasil darão descontos de até 80% para os seus clientes. O evento começa exatamente à 0h e termina depois de 24 horas. No entanto, nesse período, deve-se ter cautela para não acabar com uma baita dor de cabeça.
Embora os descontos sejam tentadores, com certeza, eles podem motivar compras por impulso, incluindo a aquisição de produtos que não são necessários. Além disso, neste ano, a data coincide com o dia do pagamento da primeira parcela do 13º para muitos empregados, já que ela pode ser antecipada para a sexta-feira, pois o dia 30 cai no sábado.

Assim, com tanto dinheiro no bolso e com a falta de planejamento, qualquer pessoa pode perder o controle diante a tantos atrativos na Black Friday. No entanto, elas devem lembrar que logo chegam as festas de fim de ano e as altas despesas com impostos em janeiro de 2014.

Além desses cuidados básicos, você pode conferir algumas dicas para fugir dos problemas da Black Friday e se beneficiar das ofertas que valem a pena:

Facilite o seu trabalho

O Blackfriday é um serviço online que reúne todas as lojas virtuais participantes dessa data tão especial para o comércio e para os clientes. Com ele, você fica por dentro das melhores compras disponíveis e com certeza vai economizar muito durante o dia.

Para se ter acesso às promoções, é necessário efetuar um breve cadastro no site. Isso pode ser feito de duas maneiras — através de sua conta no Facebook ou via email. Ambos são rápidos e não lotam sua caixa de entrada com ofertas diversas. Até o momento, mais de 78 lojas virtuais estão confirmadas para esta edição.

No android

O Busca Descontos é um aplicativo para o seu dispositivo com Android que vai te deixar por dentro das melhores ofertas existentes no país durante a Black Friday. Assim como o serviço online, é necessário realizar um breve cadastro.

Pesquise fora dos horários de pico

Durante a Black Friday, é comum acontecer lentidões nos sites das lojas virtuais. Procure acessá-los em horários alternativos, nos quais a chance de acontecer algum problema diminui consideravelmente. Segundo o organizador do evento, os horários de pico são entre as 0h e 2h e também entre as 12h e 14h. Tente o acesso em outros momentos, onde o fluxo de usuários é menor.

Compare o histórico dos preços

No ano passado, muitas empresas inflaram os preços de seus produtos alguns dias antes da Black Friday. Assim, durante o evento, elas supostamente retornaram ao preço original, parecendo que estavam dando um bom desconto. Muitas lojas foram denunciadas ao Procon e a prática causou polêmica.

Nesse ano a prática deve ser menor, mas é sempre bom ficar atento para não comprar “gato por lebre”. Baixe o plugin Baixou Agora para o Google Chrome, pois ele exibe o histórico das últimas dez atualizações de preços dos produtos nas lojas virtuais, além de comparar o valor entre os participantes. A ferramenta também permite verificar as mudanças de valor de hora em hora. Assim, fica fácil conferir se o desconto é verdadeiro pelos gráficos.

Cuidado com os picaretas

Procure comprar em lojas conhecidas, pois as chances de receber o seu produto no prazo correto é maior. Além disso, há muitas opções que simplesmente devem ser evitadas. Inclusive, o Procon disponibilizou uma lista com 325 lojas com reclamações registradas no órgão. O Serasa também conta com um serviço que permite a consulta do CNPJ de qualquer loja gratuitamente (somente durante a Black Friday).

De acordo com o Procon, todas as empresas dessa lista receberam uma notificação e não responderam ou não foram encontradas, o que impossibilitou as tentativas de intermediação entre as partes envolvidas.

Contra as empresas constam reclamações de irregularidades, como a falta de entrega do produto comprado. Ainda segundo o Procon, o consumidor deve buscar informações a respeito das lojas e seguir essas dicas.

  • Procure no site a identificação da loja (razão social, CNPJ, telefone e outras formas de contato além do email);
  • Prefira fornecedores recomendados por amigos ou familiares;
  • Desconfie de ofertas vantajosas demais;
  • Não compre em sites em que as únicas formas de pagamento aceitas são o boleto bancário e o depósito em conta.
  • Leia a política de privacidade da loja virtual para saber quais compromissos ela assume quanto ao armazenamento e manipulação de seus dados;
  • Imprima ou salve todos os documentos que demonstrem a compra e a confirmação do pedido (comprovante de pagamento, contrato, anúncios etc.);
  • Instale programas de antivírus e o firewall e os mantenha atualizados em seu computador;
  • Nunca realize transações online em lan houses, cybercafés ou computadores públicos, pois podem não estar adequadamente protegidos.

Fonte: SuperDownloads

Comentários

Deixe uma resposta