Por que gatos gostam tanto de caixas?

Todo dono de felino já passou por essa situação: comprar um brinquedo supercaro para seu animal de estimação, só para ele não dar a menor bola para o objeto e correr se enfiar em uma velha caixa de sapatos, ou qualquer outra caixa de qualquer outro tamanho colocada em qualquer outro lugar da casa.
Por quê, ó céus, por quê? Por que gatos gostam tanto de caixas?

Há uma vantagem óbvia de predação que a caixa proporciona: gatos são predadores de emboscada, e caixas são bons esconderijos para perseguir presas.

Mas não pode ser só isso que explica o gosto dos felinos por caixas, né?
Felizmente, biólogos e veterinários possuem algumas outras explicações interessantes. Na verdade, quando você olha para todas as evidências em conjunto, pode ser que o seu gato não apenas goste de caixas; pode ser que precise delas.

Conforto e segurança

50 anos de pesquisa comportamental sobre gatos deixaram uma coisa clara: felinos derivam conforto e segurança de espaços fechados.
Em situações de estresse, gatos muitas vezes procuram uma caixa ou qualquer outro tipo de compartimento fechado para se sentirem melhor.

A veterinária Claudia Vinke, da Universidade de Utrecht, na Holanda, estudou níveis de estresse em gatos de abrigos animais. Ela forneceu caixas para um grupo de gatos recém-chegados, privando outro grupo do mesmo benefício. Ela descobriu uma diferença significativa nos níveis de estresse entre os gatos que tinham caixas e os que não tinham. Os com caixas se acostumaram com seu novo ambiente mais rápido, ficaram muito menos estressados e se mostravam mais interessados em interagir com humanos.
Faz sentido quando consideramos que a primeira reação de quase todos os gatos a uma situação estressante é se retirar e se esconder. “Se esconder é uma estratégia comportamental da espécie para lidar com mudanças ambientais e estressoras”, explica Vinke.
Isto é verdadeiro tanto para gatos selvagens quanto domésticos.

Isolamento social

Em alinhamento com o item anterior, também é importante notar que gatos não são a fim de resolução de conflitos, e preferem fugir de uma situação do que lidar com ela. A mania de se esconder vale para quase tudo – felinos apreciam um certo isolamento social.

Ou seja, não fique chateado se o seu gato não vem quando você o chama. Sim, ele está te evitando. Mas não é nada pessoal.
A caixa, nesse sentido, pode representar uma zona segura, um lugar onde as fontes de ansiedade, hostilidade e atenção indesejada simplesmente desaparecem.

Temperatura

Além de caixas, muitos gatos parecem escolher outros lugares estranhos para relaxar. Alguns enrolam-se em uma pia. Outros preferem sapatos, bacias, sacos de compras, canecas, caixas de ovos vazias e outros espaços pequenos e fechados.

O que nos leva à outra razão pela qual seu gato pode gostar muito de pequenas caixas (e outros lugares aparentemente desconfortáveis): frio.
De acordo com um estudo de 2006 do Conselho Nacional de Pesquisa dos EUA, a neutralidade térmica para um gato doméstico é de 30 a 36 graus Celsius. Essa é a faixa de temperatura em que eles ficam “confortáveis” e não têm que gerar calor extra para se manter quente ou gastar energia metabólica em refrigeração.

Essa faixa também é cerca de 10 graus mais elevada do que a nossa, o que explica por que não é incomum ver um gato esparramado no asfalto quente em um dia que para você já está calorento demais.
Também explica por que muitos gatos podem desfrutar de espaços confinados. O papelão é um ótimo isolante térmico, e lugares pequenos forçam o gato a se enrolar, o que por sua vez ajuda a preservar o calor de seu corpo.

Interessante não? Veja mais posts interessantes na fonte

Comentários

Deixe uma resposta