Conheça a mulher que desmaia toda vez que assiste a comédias

Dizem que rir é o melhor remédio, mas não vale para Tracey Herring; basta uma gargalhada para ela ficar paralisada e desmaiar em seguida.

A inglesa Tracey Herring, de 44 anos, não pode passar por emoções fortes que envolvam algo engraçado. Caso desobedeça essa regra que uma condição rara impôs, ela fica paralisada e desmaia. “Dura apenas alguns segundos, mas é assustador”, disse Tracey.
Para se proteger, a inglesa simplesmente evita qualquer situação engraçada, como assistir a comédias ou ir a espetáculos com comediantes, já que toda vez que ri, fica temporariamente paralisada e desmaia.

Essa condição que Tracy sofre é chamada de cataplexia, que causa uma fraqueza muscular instantânea assim que uma forte emoção é processada.
“No meu caso, rir causa uma fraqueza no meu pescoço. Eu perco o controle dos meus membros e fico paralisada do meu lado esquerdo”.
Por causa do problema, ela não consegue trabalhar em período integral. A primeira crise aconteceu aos 32 anos.

O que ela me lembra?

Fonte

Notícia Tensa da madrugada: Jovem drogou namorada para jogar vídeo game!

   Pensa em uma pessoa surtada para jogar aquele game viciante… Muita gente sabe, mas felizmente é raro alguém atingir o nível de desespero desse alemão de 23 anos, morador do estado da Renânia do Norte-Vestfália, que drogou sua namorada para continuar jogando video game com um amigo.

   É o que afirma o jornal alemão The Local. Segundo eles, o jovem foi levado ao tribunal onde confessou ter colocado “quatro ou cinco gotas de sedativo” no chá da namorada numa versão germânica do “Boa noite, Cinderela”, o Guten nacht, Aschenputtel. Isso fez a garota dormir durante a noite toda e só acordar no meio-dia do dia seguinte, ainda se sentindo um pouco tonta.

   A mulher, com toda razão, meteu a bota no espertinho. Ele agora, além de ter que lidar com a dor de cotovelo, vai ter que pagar uma multa de 500 €, quase R$ 1,8 mil, valor equivalente a uns 10 jogos de vídeo game mais modernos. Pelo jeito, a tentativa de se dar bem desse sem-noção saiu mais cara do que o esperado.

Fonte

Gorila vira símbolo sexual no Japão

Shabani faz as japonesas suspirarem e virou um objeto de desejo e admiração no país.
Só que ele não é ator ou integrantes de alguma das boy bands que as mulheres mais jovens tanto apreciam: ele é um gorila que vive no zoológico da cidade de Nagoya, na região central do país.

As mulheres que visitam o gorila,segundo a mídia local, chegam a desmaiar.
O motivo para tamanha admiração ainda não está muito claro, mas o fato é que Shabani “viralizou” depois de várias fãs postarem fotos em redes sociais, em março. Elas elogiam seu olhos negros e seu físico musculoso – segundo o zoológico, Shabani está bem mais “em forma” que os outros gorilas com quem divide espaço.
Aparentemente, o primata também “posa” para fotos como se fosse um modelo.
E, desde então, o gorila virou um modelo de masculinidade para as admiradoras. Especialmente depois de o zoológico ter informado ao público que Shabani dedicava atenção especial a seus dois bebês gorilas.
O primata passou a ser visto como modelo perfeito de homem japonês moderno: atraente e pai responsável. Para muitas mulheres japonesas, especialmente as que trabalham, este tipo de homem é coisa de sonho, o que explica a duradoura popularidade do principal ídolo pop do Japão, o cantor Takuya Kimura, de 42 anos, pai de dois filhos.

De acordo com a mídia local, muitas jovens japonesas usam adjetivos comumente aplicados a atores de cinema para falar de Shabani. O gorila já foi chamado de ikumen (atraente) e também de shibui e nihiru, palavras que podem ser interpretadas como “misterioso” e “taciturno” – a mesma descrição, por exemplo, que as japonesas dedicam ao ator americano George Clooney.

Takayuki Ishikawa, porta-voz do zoológico, diz que os gorilas sempre foram animais populares entre os visitantes, mas que o “fenômeno” Shabani fez com que o número de visitas ao zoológico tenha duplicado desde março.
“Talvez agora as pessoas tenham mais tempo para admirar os gorilas e por isso tenham notado sua atratividade”.

Fonte

Conheça Ella Harper

Ella nasceu com os joelhos para trás e era atração de circo em 1886.

A maioria das fontes indicam que Ella Harper nasceu em Hendersonville, Tennessee, nos EUA, por volta de 1870, apesar de alguns relatos conflitantes.

Também foi revelado que Ella tinha um irmão gêmeo, que morreu muito cedo. A única informação unânime, no entanto, é o fato de que Ella nasceu com uma condição ortopédica incomum, resultando em joelhos que dobravam para trás.

A condição impressionante é extremamente rara e relativamente desconhecida, no entanto, os médicos modernos classificariam sua condição a uma forma muito avançada de “genu recurvatum congênita” – também conhecida como hiperextensão do joelho. Seus joelhos dobrados excepcionalmente para trás, juntamente com a sua preferência de andar de quatro, resultou em um apelido atribuído a ela: a menina camelo.

Em 1886, Ella foi a estrela de um circo, muitas vezes aparecendo acompanhada de um camelo quando apresentada ao público. Ela era uma figura marcante nos jornais de todas as cidades visitadas pelo circo. Esses jornais denominavam Ella como “a mais incrível aberração da natureza desde a criação do mundo”, de forma muito pejorativa.

A parte de trás do cartão de apresentação de Ella, de 1886, é muito mais modesta em suas informações: “Eu sou chamada de ‘menina camelo’ porque meus joelhos viram para trás. Eu ando melhor com minhas mãos e pés como você vê na imagem. Tenho viajado consideravelmente com o show business, nos últimos quatro anos, e agora, é 1886 e tenho a intenção de sair do show business e ir para a escola, tendo outra ocupação”.

Parece que Ella, de fato, passou para outros empreendimentos, e seu alto salário abriu muitas portas. Por algum tempo não houve nenhuma informação disponível sobre Ella mas, recentemente, um genealogista conseguiu não só traçar a árvore genealógica de Ella, como também fornecer algumas informações a respeito de sua vida depois de completar os estudos.
Em 28 de junho de 1905, Ella Harper casou-se com um homem chamado Robert L. Savely, um professor da escola que cursou. A empresa Census, descobriu que, em 1910, eles viveram em Nashville, Tennessee, com a mãe da garota. Também revelou que Ella e seu marido tinham adotado uma criança de 3 meses de idade, que faleceu apenas 18 dias mais tarde.

Também sabemos agora que Ella morreu de câncer de cólon em 19 de Dezembro 1921, em Nashville, Tennessee e que ela foi enterrada no Spring Hill Cemetery, também em Nashville.

Outras informações sobre sua vida e trajetória permanecem um mistério e pouco se sabe sobre o que ela fez após abandonar o circo.

Conheça Matilda, a Gata Alien

Conheça Matilda, a gata alien famosa na internet

A gatinha Matilda está conhecida na internet como a gata alien, por seus olhos serem grandes.

A  gata já tem 48 mil seguidores em sua conta do Instagram, e lá “ela conta” um pouco da sua história.Em 2014 Matilda foi adotada em um abrigo de animais e começou a desenvolver um problema no olho, que começou a inchar e ficar parecido com olhos de alienígenas.Os donos da gatinha conseguiram o apoio de pessoas por meio de doações para tratar dos olhinhos da gata.

 Por enquanto arrecadaram no site GoFundMe 2500 dólares.O dinheiro será destinado para remédios e, no futuro, servirá para uma cirurgia oftalmológica, a qual ela deverá passar para tratar o inchaço dos olhos.

Fonte e mais fotos da gatinha no SITE