Bêbado pensou que polícia era zumbi

Alan Richard Jahn achou que a Flórida estava sob ataque de mortos-vivos

Como foi o seu fim de semana? Foi bom? Para Alan Richard Jahn, um cara de 32 anos, que mora em Fort Myers, na Flórida (EUA), foi inesquecível.

Jahn bebeu tanto que passou a acreditar que estava sendo perseguido por zumbis. Daí, ele atacou um carro de polícia com as próprias mãos. Dentro da viatura, havia um policial que achou tudo aquilo muito estranho e, assim, recuou.

Jahn não se deu pro vencido e partiu pra cima do policial, dizendo que zumbis queriam matá-lo. Convencido de que o policial era um dos zumbis, Jahn quis sair na mão com ele, mas levou a pior, acabou subjugado e, agora, terá que responder processo por resistência à prisão e conduta desordeira.

HUAHUAHUAHUAHUAHUHUAHUAHUAHUA
Nossa….

Mais notícias tensas aqui

Hotel do Qatar trata hóspedes como James Bond

por R$ 12 mil por dia

Um luxuoso hotel do Qatar propõe aos clientes que vivam a rotina do agente secreto James Bond, pela quantia de R$ 12.480 (US$ 8.000) por dia.

O cliente-agente secreto é recebido no aeroporto de Doha (capital do Qatar) por um carro parecido com o Aston Martin do 007, onde lhe é entregue um relógio Omega, a mesma marca usada por Bond no filme Cassino Royale.


Ao chegar no hotel “W”, o agente recebe uma carta fechada e codificada que explica sua missão.

O staff do hotel instala o “senhor Bond” na suíte mais luxosa, onde é esperado com uma garrafa do melhor champanhe.

O hóspede também poderá convidar uma “Bond Girl” para ir ao restaurante do hotel comandado por um renomado chef.

fonte

Poxa, isso parece muito legal… Mas o preço não anima muito…

Sinal de que o mundo esta mesmo acabando…

Pistoleiras da 3ª idade roubam clientes de shopping

Bordado? Tricô? Xadrez? Bingo? Nada disso! A atividade preferida de um grupo de velhinhas americanas é roubar bolsas e carteiras.

As seis senhoras atuam principalmente nas cidades de Wayne e Oakland (EUA), geralmente roubando consumidoras de shoppings.

Elas foram flagradas por câmeras e todas usavam alguma coisa na cabeça. Chapéus, xales, boinas e, por isso, ficaram conhecidas como “chapeleiras malucas”.

Luke Riley, da polícia de Sterling Heights – cidade também afetada pelos crimes -, contou ao site My Fox Detroit que quando alguém abria a bolsa para tirar a carteira, elas agiam.No entanto, algumas vezes elas eram mais ousadas e levavam a bolsa inteira das vítimas.

As anciãs desonestas já teriam conseguido cerca de R$ 800 mil (US$ 500 mil) com os roubos.

As polícias das cidades afetadas já passaram a informar os cidadãos para tomar cuidado com as velhas bandidas.

Visto aqui: R7

HUAHUAHUAHUAUHAHUAHUHUAHUAHUAHUAHUAHUA
Como assim? O mundo esta mesmo perdido…